Encerramento do ano com raku

Como fechamento do ano realizamos uma queima tipo raku. Os alunos esmaltaram pequenas peças modeladas no torno por mim. Foi uma alegria, novidade para todos os presentes, pois nunca haviam participado desse tipo de processo. O espetáculo sempre fica para a retirada das peças ainda incandescentes do forno. O resultado foi bom, considerando o estranhamento e dificuldade que foi para os alunos lidar com este novo material. A concentração dedicada a essa tarefa foi tanta que os comes e bebes ficaram nitidamente para o segundo plano. Ninguém percebeu o tempo passar. Foram mais de três horas de esmaltação. Depois uma queima às pressas que para tristeza dos vizinhos terminou bem tarde! – Vizinhos, desculpem o barulho dos maçaricos! Posso afirmar que todos se divertiram muito e saíram sorridentes e defumados carregando para casa uma das pecinhas esmaltadas por suas próprias mãos como lembrança.

Ateliê de portas abertas, 2009



Atendendo a incessantes pedidos, abri no ano de 2009, pela primeira vez, meu ateliê para receber uma turma de alunos e gostei da experiência. Recebi pessoas muito bem instruídas e amigáveis que realmente querem aprofundar seus conhecimentos sobre artes plásticas. Fico feliz de ver como ficam instigadas com as aulas ao ponto de pesquisarem com bastante profundidade e compartilham informações. Graças às curiosidades dos alunos o conteúdo programado saiu um pouco da ordem, mas no caso foi muito produtivo. Faz parte de qualquer processo de aprendizado abordar assuntos da atualidade.
– Querida turma, espero que continuem sempre assim. Vocês têm uma energia muito boa e isso foi bastante estimulante, obrigada sempre.